AGENDA PARA PLANEJAMENTO

sábado, 6 de agosto de 2022

EBD LIÇAO 4 - A SUTILEZA DA BANALIZAÇAO DO DIVÓRCIO


 EBD LIÇAO 4 - A SUTILEZA DA BANALIZAÇAO DO DIVÓRCIO

I – O DIVORCIO NO CONTEXTO BÍBLICO 1- O divórcio no contexto do Antigo Testamento. 2- O divórcio no contexto do Novo Testamento.
SINOPSE I O divórcio está presente tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. II – A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO 1- O divórcio no seu aspecto legal. 2- O divórcio no seu aspecto moral. SINOPSE II O divórcio se dá na esfera legal e, ao mesmo tempo, moral. III – O DIVÓRCIO E A PRÁTICA PASTORAL 1- A pessoa do divorciado. 2- O divorciado como cristão. SINOPSE III É preciso cuidar das pessoas divorciadas, dando-lhes auxílios espiritual e psicológico. Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima! CONCLUSÃO Na atualidade há uma tendência entre os cristãos de enxergarem o divórcio com “normalidade”. Essa é uma postura perigosa, arriscada e, até mesmo, pecaminosa. Isso porque as Escrituras contêm princípios e preceitos que moldam os relacionamentos humanos. O casamento é uma instituição divina, que reflete o ideal de Deus.

DINÂMICAS E SLIDE ABAIXO:





Deus abençoe você grandemente,

Sandra Cavalheiro

quinta-feira, 14 de julho de 2022

EBD - Lição 3 - A SUTILEZA DA IMORALIDADE SEXUAL.

 



EBD - Lição 3 - A SUTILEZA DA IMORALIDADE SEXUAL.

I – A REVOLUÇÃO SEXUAL 1- Um novo paradigma para a sexualidade. 2- A quebra de um “tabu”. SINOPSE I A Revolução Sexual trouxe um novo paradigma para a sexua­lidade moderna. II – AS PRINCIPAIS DISTORÇÕES DA SEXUALIDADE SADIA 1- A prática da fornicação. 2- Adultério: Não é crime, mas é pecado. 3- Homossexualidade: Uma contradição da ordem natural. SINOPSE II O relacionamento pré-conju­gal, extraconjugal e homos­sexual é uma pratica que dis­torce o propósito de Deus III – O PADRÃO BÍBLICO PARA UMA SEXUALIDADE SADIA 1- O sexo atende uma necessidade da criação. 2- O sexo como complementação e satisfação. 3- O pastoreio cristão e a prática homossexual. SINOPSE III Segundo o padrão bíblico, o sexo atende a necessidade da procriação e da satisfação do casal. CONCLUSÃO Nesta lição aprendemos sobre três dos principais desvios do modelo de sexualidade bíblica – a fornicação, o adultério e a homossexualidade . Essas três práticas pecaminosas têm ganhado cada vez mais espaço na sociedade nas últimas décadas. Muitos crentes têm negligenciado o ensino bíblico e também se rendido a essas sutilezas pecaminosas. Qualquer prática sexual fora do modelo bíblico traz consequências morais e espirituais. Deus quer que vivamos o sexo no padrão por Ele estabelecido, o que de fato vai nos fazer realizados e plenificados. Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!


RECURSOS PEDAGÓGICOS PARA SUA AULA:


DINÂMICA PARA CASAIS

DINÂMICA PARA IMORALIDADE SEXUAL

DINÂMICA É FÁCIL DECIDIR

DINÂMICA QUAL TEM SIDO SUA ESCOLHA? 

SLIDES 


Deus abençoe a sua vida grandemente.


sexta-feira, 8 de julho de 2022

EBD - LIÇÃO 2 - A SUTILEZA DA BANALIZAÇÃO DA GRAÇA

EBD - LIÇÃO 2 - A SUTILEZA DA BANALIZAÇÃO DA GRAÇA

I – COMPREENDENDO A GRAÇA 1- A graça é divina. 2- A graça é imerecida. SINOPSE I Deus quis agir com graça para com todos os homens sem que eles merecessem e, por isso, essa graça é um favor imerecido. II – A GRAÇA NO CONTEXTO BÍBLICO 1- A necessidade da graça. 2- A extensão da graça. SINOPSE II No contexto bíblico, a graça é uma necessidade de todos os homens. Por isso, ela é estendi­da a toda a humanidade. III – A GRAÇA NO CONTEXTO DA REFORMA 1- A corrupção da doutrina da graça. 2- A Restauração da doutrina graça. SINOPSE III A graça no contexto da Reforma revela duas realidades: a corrupção da doutrina da graça; e a restauração da doutrina da graça. IV – A GRAÇA NO CONTEXTO CONTEMPORANEO 1- A graça barateada. 2- O valor da graça. SINOPSE IV No contexto contemporâneo é preciso tomar cuidado com o barateamento da graça, e priorizarmos o valor de tão grande doutrina cristã. CONCLUSÃO O Diabo tem atacado a Igreja de formas sutis. Essa é uma realidade que cada cristão precisa se conscientizar. Se não tivermos consciência de que estamos sob ataque, não veremos a necessidade de nos defendermos.

VEJA SUGESTÃO DE DINÂMICAS PARA SUA AULA:

Dinâmica ARREPENDER-E com sinceridade

Dinâmica da PIPOCA

Dinâmica sobre a GRAÇA de Deus

Dinâmica JESUS ESTÁ VOLTANDO

SLIDE 


Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!

quarta-feira, 29 de junho de 2022

EBD - Lição 1 AS SUTILEZAS DE SATANÁS CONTRA A IGREJA DE CRISTO

 

EBD - Lição 1 AS SUTILEZAS DE SATANÁS CONTRA A IGREJA DE CRISTO

I – A IGREJA SOB ATAQUE 1- A sutileza do ataque. 2- O alerta para o povo de Deus. 3- A Igreja na reta final. SINOPSE I A Igreja de Cristo precisa estar em estado de alerta contra as Sutilezas de Satanás nesta reta final. II – A NATUREZA DO ATAQUE 1- O ataque é de natureza espiritual. 2- O ataque é de natureza moral. SINOPSE II Podemos classificar o ataque de Satanás a partir de duas naturezas: a sobrenatural e a moral. III – AS ESFERAS DO ATAQUE 1- A esfera religiosa. 2- A esfera social. SINOPSE III Podemos classificar o ataque de Satanás contra a Igreja em duas esferas: a religiosa e a social. IV – A IGREJA PROTEGIDA 1- A exposição da Palavra de Deus. 2- A prática da oração. SINOPSE IV O apóstolo Paulo menciona pelo menos duas armas que a igreja deve usar contra esse ataque: a Palavra de Deus e a Oração. CONCLUSÃO O Diabo tem atacado a Igreja de formas sutis. Essa é uma realidade que cada cristão precisa se conscientizar. Se não tivermos consciência de que estamos sob ataque, não veremos a necessidade de nos defendermos.







Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!


segunda-feira, 27 de junho de 2022

EBD - Lição 13 A VERDADEIRA IDENTIDADE DO CRISTÃO

 

                                                  ASSISTA NO YOUTUBE


I – A CONDENAÇÃO DOS FALSOS SEGUIDORES DE JESUS 1- Uma fé só de palavras? 2- Os milagres não transformam o caráter. 3- Fazendo a vontade do Pai. SINOPSE I Os falsos seguidores de Jesus Cristo serão condenados. II – EM QUEM ESTAMOS ALICERÇADOS? 1- O alicerce começa pelo ouvir. 2- A importância do bom alicerce. 3- A relevância do praticar. SINOPSE II Devemos estar alicerçados sobre a Rocha que é Jesus Cristo. III – JESUS: A NOSSA VERDADEIRA IDENTIDADE 1- Jesus, nosso maior pregador. 2- A autoridade do ensino de Cristo. 3- Jesus como nossa identidade. SINOPSE III Jesus advertiu quanto às mentiras dos falsos profetas. CONCLUSÃO O ensinamento do Sermão do Monte é para ser posto em prática, não apenas para ser admirado ou debatido. A sua preciosidade só pode ser provada verdadeiramente quando praticamos o que o sermão nos ensina. Então veremos o quanto a virtude do Reino de Deus tem um padrão elevado e celestial. Sua ética não é deste mundo, mas do céu. Para vivê-la é preciso ter o caráter transformado a fim de que, com o nosso viver, glorifiquemos a Deus.
CLIQUE ABAIXO PARA OBTER OS ARQUIVOS:
SLIDES

ARQUIVO JOIO E O TRIGO

Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!


quinta-feira, 16 de junho de 2022

Lição 12 - A BONDADE DE DEUS EM NOS ATENDER


                                                               YOUTUBE

 I – A BONDADE DE DEUS

1- Definição de bondade. 2- A bondade de Deus no aspecto bíblico. 3- A bondade de Deus no aspecto teológico. SINOPSE I Deus é bom e atende aos seus filhos que invocam em oração. II – HÁ DOIS CAMINHOS PARA ESCOLHER 1- A porta e o caminho no aspecto bíblico. 2- O que as duas portas e os dois caminhos ilustram para nós? 3- A escolha entre os dois caminhos. SINOPSE II Jesus mostrou que existe apenas dois caminhos: o Largo e o Estreito III – A MENTIRA DOS FALSOS PROFETAS 1- Cuidado com as falsas aparências. 2- Como detectar os falsos profetas? 3- Uma análise criteriosa. SINOPSE III Jesus advertiu quanto às mentiras dos falsos profetas. CONCLUSÃO A Bíblia revela que Deus é bom e que Ele partilha da sua benignidade com suas criaturas, cuidando delas, quer sejam boas, quer sejam más (Mt 5.45). Ele não somente providencia as coisas materiais para nós, mas, em especial a nossa salvação. A salvação é resultado da graça e do amor do Pai (Jo 3.16).
Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!

quarta-feira, 15 de junho de 2022

LIÇÃO 11 - SENDO CAUTELOS NAS OPINIÕES COM DINÂMICAS


YOUTUBE

 LIÇÃO 11 - SENDO CAUTELOSOS NAS OPINIÕES

I – NÃO DEVEMOS JULGAR O OUTRO 1- Aprendendo a se relacionar com os outros. 2- Ninguém deve ser julgado? 3- O julgamento defendido por Jesus. SINOPSE I No sermão do Monte Jesus deixa claro que não devemos julgar o outro. II – DEVEMOS PRIMEIRAMEN­TE OLHAR PARA NÓS MESMOS 1- Cuidado com o juízo exagerado sobre os outros. 2- A inconsistência dos que possuem espírito de crítica. 3- O que fazer para não julgarmos precipitadamente os outros? SINOPSE II Antes de emitir qualquer juízo de valor a respeito do próximo, devemos, primeiramente, olhar para nós mesmos. III – E SE FÔSSEMOS JULGADOS PELA SEVERIDADE DE DEUS 1- Deus é severo? 2- Como Deus nos julga? 3- O exemplo da justiça de Deus na vida de Davi. SINOPSE III Deus julga os seus filhos com bondade e graça. O que seria de nós se o Todo-Poderoso nos julgasse segundo a sua severidade. CONCLUSÃO Não devemos tomar a posição de juiz contra ninguém e muito menos julgar uma pessoa apenas por sua aparência exterior. Quando formos fazer alguma avaliação a respeito das atitudes de alguém, devemos fazê-lo de modo criterioso, sensato e lúcido, evitando toda forma de precipitação.


Deus te abençoe em seu ministério!

segunda-feira, 6 de junho de 2022

DINÂMICA O IDE DE JESUS

Desenvolvimento da Dinâmica: Tenha vinte folhas de papel ofício, sendo que cada lado terá uma letra, de um lado estará a primeira frase, e do segundo a segunda frase. É importante que estejam numeradas para ficar fácil na hora da organização. Também terá duas pessoas que serão os "missionários", cada um com 10 folhas, e vinte participantes, cada um receberá uma dessas folhas que os "missionários" entregarão aleatoriamente, mas que previamente as vinte pessoas já terão conhecimento. Sugestão: É importante que vocês ensaiem para ficar algo bonito. Você vai dizer que as duas pessoas que estão pela congregação entregando as folhas são os missionários. As 20 pessoas irão a frente só na hora que você as chamar. Você também irá fazer as seguintes perguntas à congregação: ✅Como se sentem por não terem sido alcançadas? Por essa mensagem não ter te alcançado. ✅Você tem feito sua parte em missões? ✅Tem ofertado? ✅Tem orado pelos missionários? A partir do momento que tiver terminado as perguntas para a congregação é que chamará os voluntários com as folhas. Enquanto estiverem vindo a frente vocês poderão cantar uma música missionária. Após a música cantada pela congregação, a turma posicionada e atenta na frente você irá ler o texto bíblico e perguntar à congregação: Pessoal, qual foi a ordem que o Senhor Jesus nos deu? Nessa hora é que os que estão a frente vão levantar suas folhas na ordem. Também fará a segunda pergunta baseada em Isaías que responde: Eis-me aqui...então nessa hora vão desvira a folha com a outra resposta de Isaías. Não esqueça de dizer que também necessitamos dar uma resposta. Diga que tem várias formas de fazer missões. Conforme as perguntas que você fará eles responderão. 1ª FRASE - IDE E PREGAI O EVANGELHO 2ª FRASE - EIS-ME AQUI ENVIA-ME A MIM. Não esqueça de citar Deus como o maior missionário, o qual devemos nos inspirar. Em João 3:16 - Deus amou tanto o mundo que enviou seu filho Jesus ... Observação: No vídeo eu dou mais algumas dicas interessantes, caso você tenha um tempinho assista que ficará mais fácil o entendimento.

DINÂMICA O IDE DE JESUS Assista no youtube caso queira algumas dicas a mais.

quarta-feira, 1 de junho de 2022

10 LIÇÃO - NOSSA SEGURANÇA VEM DE DEUS

 


10 LIÇÃO - NOSSA SEGURANÇA VEM DE DEUS

I – RIQUEZA DO CÉU E RIQUEZA DA TERRA 1- Uma conciliação impossível. 2- Tesouros da terra, e tesouros do céu. 3- O que o cristão precisa saber sobre os bens materiais? SINOPSE I A Riqueza do Céu e a Riqueza da Terra não têm conciliação II – A IDOLATRIA AO DINHEIRO 1- O coração no lugar certo. 2- Idolatrando a Mamom. 3- A riqueza condenada por Cristo. SINOPSE II A idolatria se caracteriza quando o dinheiro se torna o lugar do coração do ser humano. III- VIVENDO A QUIETUDE ESPIRITUAL EM DEUS 1- Os males advindos das preocupações. 2- Vivendo sem inquietação. 3- Vivendo sossegados em Deus. SINOPSE III As preocupações com as coisas da Terra trazem diversos males e causam inquietude na alma. CONCLUSÃO Os filhos de Deus devem estar conscientes de que “ toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai” (Tg 1.17). Somos abençoados pelo Senhor com os nossos bens, mas os nossos corações não estão nas riquezas deste mundo. Não amemos o dinheiro e usem os todos os nossos recursos para a expansão do Reino de Deus.



Deus abençoe!


Dinâmica sorriso milionário

 

Sorriso milionário

Objetivo: Melhor coisa é dar do que receber. Isso é a verdadeira felicidade.

Tema: Desapego a bens materiais.

Material necessário: bolinhas de papel

VOCÊ VAI GOSTAR DE LER TAMBÉM

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *