AGENDA PARA PLANEJAMENTO

Mostrando postagens com marcador AULA EBD. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador AULA EBD. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 8 de julho de 2022

EBD - LIÇÃO 2 - A SUTILEZA DA BANALIZAÇÃO DA GRAÇA

EBD - LIÇÃO 2 - A SUTILEZA DA BANALIZAÇÃO DA GRAÇA

I – COMPREENDENDO A GRAÇA 1- A graça é divina. 2- A graça é imerecida. SINOPSE I Deus quis agir com graça para com todos os homens sem que eles merecessem e, por isso, essa graça é um favor imerecido. II – A GRAÇA NO CONTEXTO BÍBLICO 1- A necessidade da graça. 2- A extensão da graça. SINOPSE II No contexto bíblico, a graça é uma necessidade de todos os homens. Por isso, ela é estendi­da a toda a humanidade. III – A GRAÇA NO CONTEXTO DA REFORMA 1- A corrupção da doutrina da graça. 2- A Restauração da doutrina graça. SINOPSE III A graça no contexto da Reforma revela duas realidades: a corrupção da doutrina da graça; e a restauração da doutrina da graça. IV – A GRAÇA NO CONTEXTO CONTEMPORANEO 1- A graça barateada. 2- O valor da graça. SINOPSE IV No contexto contemporâneo é preciso tomar cuidado com o barateamento da graça, e priorizarmos o valor de tão grande doutrina cristã. CONCLUSÃO O Diabo tem atacado a Igreja de formas sutis. Essa é uma realidade que cada cristão precisa se conscientizar. Se não tivermos consciência de que estamos sob ataque, não veremos a necessidade de nos defendermos.

VEJA SUGESTÃO DE DINÂMICAS PARA SUA AULA:

Dinâmica ARREPENDER-E com sinceridade

Dinâmica da PIPOCA

Dinâmica sobre a GRAÇA de Deus

Dinâmica JESUS ESTÁ VOLTANDO

SLIDE 


Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!

quarta-feira, 29 de junho de 2022

EBD - Lição 1 AS SUTILEZAS DE SATANÁS CONTRA A IGREJA DE CRISTO

 

EBD - Lição 1 AS SUTILEZAS DE SATANÁS CONTRA A IGREJA DE CRISTO

I – A IGREJA SOB ATAQUE 1- A sutileza do ataque. 2- O alerta para o povo de Deus. 3- A Igreja na reta final. SINOPSE I A Igreja de Cristo precisa estar em estado de alerta contra as Sutilezas de Satanás nesta reta final. II – A NATUREZA DO ATAQUE 1- O ataque é de natureza espiritual. 2- O ataque é de natureza moral. SINOPSE II Podemos classificar o ataque de Satanás a partir de duas naturezas: a sobrenatural e a moral. III – AS ESFERAS DO ATAQUE 1- A esfera religiosa. 2- A esfera social. SINOPSE III Podemos classificar o ataque de Satanás contra a Igreja em duas esferas: a religiosa e a social. IV – A IGREJA PROTEGIDA 1- A exposição da Palavra de Deus. 2- A prática da oração. SINOPSE IV O apóstolo Paulo menciona pelo menos duas armas que a igreja deve usar contra esse ataque: a Palavra de Deus e a Oração. CONCLUSÃO O Diabo tem atacado a Igreja de formas sutis. Essa é uma realidade que cada cristão precisa se conscientizar. Se não tivermos consciência de que estamos sob ataque, não veremos a necessidade de nos defendermos.







Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!


segunda-feira, 27 de junho de 2022

EBD - Lição 13 A VERDADEIRA IDENTIDADE DO CRISTÃO

 

                                                  ASSISTA NO YOUTUBE


I – A CONDENAÇÃO DOS FALSOS SEGUIDORES DE JESUS 1- Uma fé só de palavras? 2- Os milagres não transformam o caráter. 3- Fazendo a vontade do Pai. SINOPSE I Os falsos seguidores de Jesus Cristo serão condenados. II – EM QUEM ESTAMOS ALICERÇADOS? 1- O alicerce começa pelo ouvir. 2- A importância do bom alicerce. 3- A relevância do praticar. SINOPSE II Devemos estar alicerçados sobre a Rocha que é Jesus Cristo. III – JESUS: A NOSSA VERDADEIRA IDENTIDADE 1- Jesus, nosso maior pregador. 2- A autoridade do ensino de Cristo. 3- Jesus como nossa identidade. SINOPSE III Jesus advertiu quanto às mentiras dos falsos profetas. CONCLUSÃO O ensinamento do Sermão do Monte é para ser posto em prática, não apenas para ser admirado ou debatido. A sua preciosidade só pode ser provada verdadeiramente quando praticamos o que o sermão nos ensina. Então veremos o quanto a virtude do Reino de Deus tem um padrão elevado e celestial. Sua ética não é deste mundo, mas do céu. Para vivê-la é preciso ter o caráter transformado a fim de que, com o nosso viver, glorifiquemos a Deus.
CLIQUE ABAIXO PARA OBTER OS ARQUIVOS:
SLIDES

ARQUIVO JOIO E O TRIGO

Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!


quinta-feira, 16 de junho de 2022

Lição 12 - A BONDADE DE DEUS EM NOS ATENDER


                                                               YOUTUBE

 I – A BONDADE DE DEUS

1- Definição de bondade. 2- A bondade de Deus no aspecto bíblico. 3- A bondade de Deus no aspecto teológico. SINOPSE I Deus é bom e atende aos seus filhos que invocam em oração. II – HÁ DOIS CAMINHOS PARA ESCOLHER 1- A porta e o caminho no aspecto bíblico. 2- O que as duas portas e os dois caminhos ilustram para nós? 3- A escolha entre os dois caminhos. SINOPSE II Jesus mostrou que existe apenas dois caminhos: o Largo e o Estreito III – A MENTIRA DOS FALSOS PROFETAS 1- Cuidado com as falsas aparências. 2- Como detectar os falsos profetas? 3- Uma análise criteriosa. SINOPSE III Jesus advertiu quanto às mentiras dos falsos profetas. CONCLUSÃO A Bíblia revela que Deus é bom e que Ele partilha da sua benignidade com suas criaturas, cuidando delas, quer sejam boas, quer sejam más (Mt 5.45). Ele não somente providencia as coisas materiais para nós, mas, em especial a nossa salvação. A salvação é resultado da graça e do amor do Pai (Jo 3.16).
Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma. Beijos e até a próxima!

quarta-feira, 15 de junho de 2022

LIÇÃO 11 - SENDO CAUTELOS NAS OPINIÕES COM DINÂMICAS


YOUTUBE

 LIÇÃO 11 - SENDO CAUTELOSOS NAS OPINIÕES

I – NÃO DEVEMOS JULGAR O OUTRO 1- Aprendendo a se relacionar com os outros. 2- Ninguém deve ser julgado? 3- O julgamento defendido por Jesus. SINOPSE I No sermão do Monte Jesus deixa claro que não devemos julgar o outro. II – DEVEMOS PRIMEIRAMEN­TE OLHAR PARA NÓS MESMOS 1- Cuidado com o juízo exagerado sobre os outros. 2- A inconsistência dos que possuem espírito de crítica. 3- O que fazer para não julgarmos precipitadamente os outros? SINOPSE II Antes de emitir qualquer juízo de valor a respeito do próximo, devemos, primeiramente, olhar para nós mesmos. III – E SE FÔSSEMOS JULGADOS PELA SEVERIDADE DE DEUS 1- Deus é severo? 2- Como Deus nos julga? 3- O exemplo da justiça de Deus na vida de Davi. SINOPSE III Deus julga os seus filhos com bondade e graça. O que seria de nós se o Todo-Poderoso nos julgasse segundo a sua severidade. CONCLUSÃO Não devemos tomar a posição de juiz contra ninguém e muito menos julgar uma pessoa apenas por sua aparência exterior. Quando formos fazer alguma avaliação a respeito das atitudes de alguém, devemos fazê-lo de modo criterioso, sensato e lúcido, evitando toda forma de precipitação.


Deus te abençoe em seu ministério!

quarta-feira, 1 de junho de 2022

10 LIÇÃO - NOSSA SEGURANÇA VEM DE DEUS

 


10 LIÇÃO - NOSSA SEGURANÇA VEM DE DEUS

I – RIQUEZA DO CÉU E RIQUEZA DA TERRA 1- Uma conciliação impossível. 2- Tesouros da terra, e tesouros do céu. 3- O que o cristão precisa saber sobre os bens materiais? SINOPSE I A Riqueza do Céu e a Riqueza da Terra não têm conciliação II – A IDOLATRIA AO DINHEIRO 1- O coração no lugar certo. 2- Idolatrando a Mamom. 3- A riqueza condenada por Cristo. SINOPSE II A idolatria se caracteriza quando o dinheiro se torna o lugar do coração do ser humano. III- VIVENDO A QUIETUDE ESPIRITUAL EM DEUS 1- Os males advindos das preocupações. 2- Vivendo sem inquietação. 3- Vivendo sossegados em Deus. SINOPSE III As preocupações com as coisas da Terra trazem diversos males e causam inquietude na alma. CONCLUSÃO Os filhos de Deus devem estar conscientes de que “ toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai” (Tg 1.17). Somos abençoados pelo Senhor com os nossos bens, mas os nossos corações não estão nas riquezas deste mundo. Não amemos o dinheiro e usem os todos os nossos recursos para a expansão do Reino de Deus.



Deus abençoe!


quinta-feira, 26 de maio de 2022

EBD - Lição 9 - orando e jejuando com jesus

 

ORANDO E JEJUANDO COMO JESUS

I – A ORAÇÃO É UM DIÁLOGO COM O PAI

1- A natureza da oração. 2- Como os homens de Deus viam a oração? 3- A maneira de orar. SINOPSE I Na oração devemos glorificar a Deus e suplicar ao Senhor a respeito de nossas dificuldades. II – A ORAÇÃO QUE JESUS ENSINOU

1- Jesus não condenou a oração em público. 2- Jesus quer que sejamos discretos. 3- Não useis de vãs repetições nas orações. SINOPSE II O Senhor Jesus não condena a oração pública. Entretanto, a oração deve apresentar discrição em sua prática, bem como não ser conduzida por vãs repetições. III – ORAÇÃO E JEJUM

1- Oração e jejum: uma combinação perfeita. 2- O aspecto bíblico sobre o jejum. 3- O ensino de Jesus sobre o jejum. SINOPSE III A oração e jejum são duas disciplinas que se combinam perfeitamente CONCLUSÃO O cristão que conhece a Palavra de Deus sabe da importância da oração e do jejum como exercícios espirituais (1Tm 4.8). Pela prática de ambos, o crente estará mais sensível ao Espírito Santo, de modo que sua realização traz constantes benefícios para a nossa vida espiritual, especialmente diante de um mundo materialista e utilitarista.

TEXTO DINÂMICA DO JEJUM

SLIDES


Tenho certeza que será uma benção em sua vida e da sua turma.

Beijos e até a próxima!


quinta-feira, 19 de maio de 2022

Lição 8 - Sendo Verdadeiros

 

                                                                         ASSISTIR

Lição 8 Sendo Verdadeiro I – O ATO DE DAR ESMOLAS E A HIPOCRISIA 1- Definição de hipócrita. 2- A justiça pessoal. 3- As três práticas da ética cristã. SINOPSE I Os atos de ofertar, jejuar e orar têm na prática da descrição a boa recomendação de Jesus Cristo. II – AUXILIANDO O PRÓXIMO SEM ALARDE 1- Qual é a motivação do teu coração? 2- O que buscamos quando auxiliamos o próximo? 3- A maneira de ofertar segundo Jesus. SINOPSE II O Sermão do Monte nos estimula a estar plenamente conscientes a respeito da motivação do coração no ato de ajudar o próximo. III – DEUS CONTEMPLA O BEM QUE REALIZAMOS 1- O Deus que tudo vê. 2- O Deus que recompensa. SINOPSE III As palavras dos seguidores de Jesus devem apresentar retidão e honestidade CONCLUSÃO Por meio de Jesus, ficamos cientes de que Ele deseja que andemos na verdade, sejamos honestos e que a nossa justiça ultrapasse a deles (Mt 5.20) em todos os aspectos, sem jamais buscar a exibição. Deus abençoe a sua vida grandemente. Visite nossa loja online ✅https://www.ministeriocrescer.com/


SLIDE

DINÂMICAS - Tempos no vídeo do youtube26:00 - "ME ENGANA" 2ª 39:00 - "CUIDANDO UNS DOS OUTROS" 3ª 46:34 - "O QUE TEM EM SEU CORAÇÃO?"



quarta-feira, 11 de maio de 2022

EBD - Lição 7 - NÃO RETRIBUA PELOS PADRÕES HUMANOS


 I – A VINGANÇA NÃO É NATUREZA DO REINO

1- A Lei de Talião. 2- O cristão e a vingança. SINOPSE I O Cristão não revida o mal de acordo com a lei de Talião. Ele não se deixa dominar pela Vingança II – O AMOR É A EXPRESSÃO NATURAL DO REINO 1- Virar a outra face. 2- Arrastar para o tribunal. 3- Obrigar a fazer algo. 4- Fazer alguma coisa por alguém. SINOPSE II O que procede do coração e permeia pensamento do homem determinarão seu comportamento III – BUSCANDO A PERFEIÇÃO DE CRISTO 1- Uma justiça mais elevada. 2- O amor mais perfeito. 3- Perfeitos como o Pai. SINOPSE III A justiça cristã é uma virtude elevada por meio da prática do amor. CONCLUSÃO Aprendemos com essa passagem bíblica que Jesus nos chama para viver nesse mundo como seus discípulos em um novo estilo de vida, como também novos recursos espirituais para vencer qualquer inimigo pessoal.

SLIDES Deus abençoe a sua vida grandemente.

quarta-feira, 4 de maio de 2022

Lição 6 EXPRESSANDO PALAVRAS HONESTAS

 

Assista no youtube

EBD - Lição 6 EXPRESSANDO PALAVRAS HONESTAS I – NÃO DEVEMOS JURAR NEM PELOS CÉUS NEM PELA TERRA 1- A Lei do Juramento. 2- O propósito da Lei do Juramento. 3- Não jureis nem pelo Céu nem pela Terra. SINOPSE I O seguidor de Jesus não jura pelo céu nem pela terra. Suas palavras têm o peso da Verdade II – NOSSAS PALAVRAS DEVEM SER “SIM” E “NÃO” 1- Como deve ser o nosso falar. 2- O sim e o não na vida de Paulo. 3- O que passar disso é uma procedência maligna.

quinta-feira, 28 de abril de 2022

Estudo bíblico com dinâmicas

 

Assista no Youtube

EBD - Lição 5 - O CASAMENTO É PARA SEMPRE

No Sermão do Monte, em que Jesus evidencia a justiça e o caráter do discípulo acima da postura dos escribas e fariseus, a preservação do casamento foi muito bem destacada. Ao evocar o sétimo mandamento, “não adulterarás” (Êx 20.14), a intenção do Mestre é colocar o casamento no seu devido lugar, como foi designado pelo próprio Deus (Gn 2.24). I- A CONDENAÇÃO DO ADULTÉRIO 1- Definição de adultério. 2- A posição de Jesus quanto ao adultério. 3- Os males do adultério.

sábado, 23 de abril de 2022

Estudo Bíblico resguardando-se de sentimentos ruins

 

4 LIÇÃO 2 TRI 22 RESGUARDANDO-SE DE SENTIMENTOS RUINS

I- O EVANGELHO NÃO É ANTINOMISTA 1- O que é Antinomismo? 2- A Lei e o Evangelho. 3- Legalismo x Antinomismo. SINOPSE I O Evangelho Não é antinomista, isto é, ele tem normas, regras e limites claros. O Evangelho também não é legalista, isto é, não está preso a observâncias rigorosas de datas, dietas e ou­tras práticas religiosas, esperando algum favor divino.

segunda-feira, 11 de abril de 2022

EBD - LIÇÃO 3. Jesus, o Discípulo e a Lei

 


3 LIÇÃO - JESUS, O DISCÍPULO E A LEI Estudaremos a respeito da relação de Jesus com a Lei e o que Ele deseja de seus discípulos. I- JESUS CUMPRIU TODA A LEI 1- Um compromisso com o passado. 2- Jesus não veio destruir a Lei. 3- Jesus cumpriu e aperfeiçoou a lei.

terça-feira, 5 de abril de 2022

Estudos bíblicos sal da terra e luz do mundo



EBD Lição 2 - SAL DA TERRA, LUZ DO MUNDO Vamos estudar sobre a importância de nossa influência como cristãos no mundo. Assim, analisaremos esse assunto a partir das metáforas do sal e da luz presentes no Sermão do Monte. Deus conta conosco para influenciar o mundo atual e, por isso, não podemos deixar de “salgá-lo”, bem como de “iluminá-lo”. O Evangelho nos chama para isso. I - O SAL TEMPERA E CONSERVA 1– Definição. 2- A importância do sal. 3- O cristão com o sal.

quinta-feira, 31 de março de 2022

O SERMÃO DO MONTE: O CARÁTER DO REINO DE DEUS



1 LIÇÃO 2 TRI 22 O SERMÃO DO MONTE: O CARÁTER DO REINO DE DEUS

O tema deste trimestre é o Sermão do Monte, ou Sermão da Montanha. Considerado a alma do Evangelho, o ensino que Jesus transmitiu no monte se destaca pela sua dimensão prática e revela a essência de um verdadeiro seguidor de Cristo. Ao longo do trimestre, veremos que o Sermão do Monte traz um ensinamento que, em um primeiro instante, volta-se plenamente para Deus; e, noutro, revela o lado ético do divino reino: amar o próximo. Esses dois momentos perfazem os pilares da vida cristã (Mt 22.37,39).

quarta-feira, 23 de março de 2022

A Leitura da Bíblia e a Educação Cristã


Introdução Mostrar a importância da Bíblia como uma ferramenta de ensino-aprendizagem para a vida. Como praticar a Palavra de Deus sem antes compreendê-la? Por isso, mais do que ler, é vital estudar as Sagradas Escrituras, que é apta para ensinar, para redarguir, para corrigir e para nos instruir em toda a justiça, esse é o objetivo dessa aula.

VOCÊ VAI GOSTAR DE LER TAMBÉM

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *