AGENDA PARA PLANEJAMENTO

Mostrando postagens com marcador MINISTÉRIO DE MULHERES. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MINISTÉRIO DE MULHERES. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 21 de novembro de 2022

Verdades que aprendemos com Léa

 


 3 VERDADES QUE APRENDEMOS COM LÉA - GÊNESIS 29:31-35 E 17; II Coríntios

Léa foi a primeira esposa de Jacó. Ela era filha de Labão e irmã mais velha de Raquel, a segunda esposa de Jacó. A história de Léa está registrada no livro de Gênesis (Gênesis 29-49). Dependendo da tradução bíblica, Léa também é chamada de Lia ou Léia. Seu nome vem do hebraico le’ah, que provavelmente significa “vaca selvagem”.

Léa foi mãe de seis filhos e uma filha. São eles: Rúben, Simeão, Levi, Judá, Issacar, Zebulom e Diná. Conforme um antigo costume da época, através de sua serva Zilpa, nasceram Gate e Aser.

A história de Léa é marcada pela falta de consideração, de amor e de respeito. Seu própio pai só pensou em lucrar e tirar vantagem da situação oferecendo-a como se fosse um objeto, já que sabia que Jacó trabalhava pelo amor de Raquel, e não pelo seu. E a entregou assim mesmo usando a desculpa de que era costume do lugar.

Quando Jacó casou-se com sua irmã ela sabia que o amor dele por Raquel era maior que por ela: E possuiu também a Raquel, e amou também a Raquel mais do que a Léa e serviu com ele ainda outros sete anos. (Gênesis 29:30).

O desprezo era tanto, que Deus teve compaixão de Léa e a fez mãe antes de Raquel (Gênesis 29:31).

Essa é a prova de que Deus conhecia o sofrimento de Léa e a colocou em posição de vantagem em relação a Raquel abrindo a sua madre.

O Senhor mostrou que estava no controle de todas as coisas em sua vida ao conceder filhos a Léa, e deixou claro que, mesmo que Jacó não a amasse, Ele a amava, cuidava e ajudava a passar pelos sofrimentos da vida.

VER: PROGRAMAÇÃO COMPLETA - MINISTÉRIO DE MULHERES

Genesis 29:31-35

Vendo, pois, o Senhor que Léa era desprezada, abriu a sua madre; porém Raquel era estéril.

E concebeu Léa, e deu à luz um filho, e chamou-o Rúben; pois disse: Porque o Senhor atendeu à minha aflição, por isso agora me amará o meu marido.

E concebeu outra vez, e deu à luz um filho, dizendo: Porquanto o Senhor ouviu que eu era desprezada, e deu-me também este. E chamou-o Simeão.

E concebeu outra vez, e deu à luz um filho, dizendo: Agora esta vez se unirá meu marido a mim, porque três filhos lhe tenho dado. Por isso chamou-o Levi.

E concebeu outra vez e deu à luz um filho, dizendo: Esta vez louvarei ao Senhor. Por isso chamou-o Judá; e cessou de dar à luz.

 

1ª DEUS INTERVEM. V. 32

Deus intervem em nosso favor. Através dos filhos que lhe foram concebidos, viu que Deus a estava abençoando. O Senhor estava com ela. Ele estava vendo o seu sofrimento.

Naquela época era uma coisa muito mal que uma mulher não tivesse filhos. Era o mesmo que dizer que o favor, a benção de Deus não estava com dessa pessoa.

2ª CONFIAR EM DEUS NOS FAZ CRESCER. V. 35

Um coração que confía avança nas bençãos que Deus tem para a sua vida.

Interessante que os primeiros três filhos que Lea deu ao seu marido viu a mão de Deus e teve esperança que o seu marido a amaria, mas o seu louvor, ainda não estava na direção correta,  já que o seu desespero a pela aceitação de seu marido fica evidente no nascimento de cada um de seus filhos (Gênesis 29-30)então é quando pela quarta vez seu coração descansa reconhecendo que todo o louvor merece o Senhor que esteve com ela em todo o momento de sua aflição e desespero por desejar o amor de seu marido.

3ª NOSSA VIDA NÃO ESTÁ LIMITADA AO QUE ESTAMOS VIVENDO. V. 17

Nossa vida não está limitada ao que estamos vivendo. E isso observamos no versículo 17 quando diz que Léa era de olhos delicados que é o mesmo que dizer que tinha olhos caídos. Ou seja, não tinha beleza. Diferentemente que sua irmã Raquel.

No entanto, Raquel era estéril é o que nos diz no versículo 31.

E em sua aflição em não ter o amor do seu marido, Deus lhe dá filhos. Esse foi o seu consolo, porque não havia coisa pior que uma mulher não ter filhos, ser estéril.

Mas a palavra de Deus nos diz em II corintios 1: 3-4:

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.

 Você pode gostar também: Uma mulher segundo o coração de Deus

Da mesma forma que Deus conhece o seu sofrimento. Precisamos ter olhos agradecidos para conseguir ver a mão de Deus nos acontecimentos de nossa vida. Porque enquanto não tivermos uma visão de gratidão só enxergaremos o que nos falta e não o que já temos.

Léa nos desafia a não desistir em meio aos sofrimentos que nos são impostos.  Antes, devemos confiar em Deus e em seu amor, e reconhecer que ele está sempre nos cuidando, ajudando e sendo o nosso protetor por mais difícil que seja a situação.

Perguntas para interação:

 

1.    Sua vida é pautada em um sentimento de contentamento de tudo que possuí?

2.    Você crêr que debería mudar algo para ser feliz? Se sim, o que?

3.    Essa mudança está ao seu alcance?

4.    Você crêr que é possível encontrar contentamento mesmo vivendo em meio a situações de adversidades? E onde Deus se encaixa nessas condições?

5.    E Léa, conseguiu esse objetivo? De que maneira?

 

Sandra Cavalheiro


Abaixo o link do meu ebook ministério feminino para te abençoar e que vai dar a você muitas ideias e sugestões para o seu ministério com senhoras, te ensinar como começar, organizar, para que serve, como uma líder deve ser, como é a estrutura, ideias de livros e muitas outras coisas, além de um planner com mais de trinta páginas para você se organizar. Você vai amar. Link do Ebook Ministério Feminino - https://bit.ly/3ANQhEa



segunda-feira, 14 de novembro de 2022

Ministério de Mulheres Programa Completo

 

                                                           Clique para assistir

Olá minhas queridas amigas, hoje trazendo para você uma programação completa para fazer em seu grupo de mulheres ou em um encontro especial. Pode ser, inclusive, um chá, ok?


Então, o básico do básico é a decoração para a recepção das mulheres. E não pode esquecer as comidinhas. No caso dessa programação cada mulher tinha que trazer um prato típico do seu país, já que eu estou na Espanha, precisei levar algo especial do Brasil, mas claro, que se você já está no Brasil pode ser um prato que cada mulher queira levar, ou ainda, uma comida de uma região específica.


CHEGADA

Bem, como explico no vídeo, cada mulher que chegava era recebida com aplausos.

Quando a dirigente começou a falar quase todas as mulheres já estavam presentes. Ela começou com um quebra-gelo que eu acho que é muito conhecido. Ela mostrou uma nota, e perguntou se alguém quería, se tinha valor, se ela amasse, pisasse, jogasse no chão etc alguém ainda iría querer essa nota, ela continuaría com valor? Ou seja, interagiu com as convidadas e foi super interesante.

Após ela disse que cada pessoa tem o seu valor não importando a situação que tenha vivido ou que esteja vivendo, caso não seja muito boa. Cada pessoa tem o seu valor e é especial mesmo que tenha sufrido algum abuso, que alguém diga o contrario, que tenha passado a vida ouvindo que não tem valor etc

Por mais que o mundo diga que você não tem valor, Deus diz o contrario. Você tem valor. Você é especial para Deus e isso ele mostra quando enviou o seu único filho para morrer em nosso lugar e nos reconciliar com Deus.



Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

Você tem valor! E Deus veio ao mundo para te resgatar. E ele dá prova desse amor em Romanos 5:8

Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8

APRESENTAÇÃO

Depois que a dirigente tiver feito o quebra-gelo é a vez de cada mulher se apresentar, mas não somente falar o seu nome, mas a depender do número de mulheres, dizer também, ou um testemunho breve, ou um passatempo, hobby. Claro, para quem quiser falar. No meu caso teve mulheres que contaram algum testemunho que edificou o grupo, e houve também algumas que pediram oração. Foi muito edificante esse momento.

ADORAÇÃO

Depois pois foi a vez da adoração, sendo assim foram cantados dois louvores, e nesse encontro foram escolhidas duas músicas que foram apresentadas no computador e todas cantaram. Foi um momento na presença de Deus maravilhoso.


DINÂMICA /BRINCADEIRA

Com relação a dinâmica depois que você dividiu o seu grupo de mulheres em subgrupos, (No meu caso foram 3 grupos) você vai pedir uma voluntária de cada um deles. No meu caso, no meu grupo, eu fui a voluntária. 

Então, nessa hora a líder pede a voluntária que observe bem o seu grupo, e a voluntária estará de frente para o seu grupo e observando-o, mas até então ela não sabe o que vai acontecer. Depois de um minuto , mais ou menos, a voluntária fica de costas para o grupo e o grupo então tem que mudar a posição entre elas, sem fazer barulho, até que a voluntária outra vez torne a ficar de frente para o grupo.

 


Nessa hora a líder vai perguntar se ela, a voluntária,  concorda com a posição de cada uma das mulheres do grupo ou ela precisa colocar alguém na posição original, anterior.

Se a voluntária crê que estão no lugar errado então ela move cada mulher para a posição que ela crer está correta, ou seja, a posição anterior. 

A líder vai perguntar as mulheres do grupo se à forma como a voluntária as posicionou está correto ou não. Se o grupo disser que está correto a voluntária ganha um prêmio ou apenas aplausos, mas se não estiver correto o grupo então se posicionará na posição original.

Vão rir muito com toda a certeza!

 E então a líder agora fará o mesmo com o próximo grupo, claro que agora vai ser mais fácil porque as demais voluntárias, dos outros grupos já saberão como funciona a brincadeira e ficarão mais atentas, mais espertas.

OUVINDO A PALAVRA! REFLEXÃO

Esse foi um momento muito edificante em que a pastora trouxe uma palabra que falou profundamente ao coração de todas presentes.



Ao final da reflexão houve um momento de oração pela vida de cada mulher que quis que o grupo orasse por sua vida e então foi um tempo de ministrar sobre a vida de cada mulher que desejou.

BATEU UMA FOMINHA!


Depois desse tempo foi a hora de confraternizar e conhecer tanto umas as outras como também os pratos típicos de cada país.

Ahhh, não posso esquecer que enquanto havia esse tempo de confraternização a dirigente ia dando a cada uma mulher um bombom com uma promessa de Deus, e cada vez que uma recebia lia para todas a promessa de Deus para sua vida. Foi muito edificante esse tempo entre as mulheres.

PALAVRA FINAL!

Bem, minhas queridas amigas, líderes de mulheres, eu espero que você tenha gostado, e que melhor ainda, realize esse programa em seu grupo.

Um grande abraço e não desanime, pode ser difícil agradar a todas, pode ser difícil não ter o apoio de todas, não se sentir capacitada a realizar esse trabalho, mas nunca esqueça que não é você com suas forças. Nunca esqueça isso , porque esse conhecimento fará toda a diferença. Quando focamos em nós não fazemos nada, não vamos a nenhum lugar, mas quando focamos no único que é quem nos dá forças para realizar o que realizamos, então fazemos toda a diferença na vida daqueles que são alcançados por nossa dedicação, esforço e trabalho.

 

E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Gálatas 6:9


VOCÊ VAI GOSTAR DE LER TAMBÉM

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *